Filosofia I – Prof. Arlindenor Pedro

Programa para o ano de 2018

Tema : Iniciação ao processo de filosofar 


   

 

Clip Musical 

A filosofia molda no indivíduo uma visão de mundo, uma forma de vê-lo e de se comportar perante a  vida . E, de acordo   com sua visão de mundo ele tomará atitudes perante a vida, a natureza, a sociedade e o mundo .

A busca pelo Conhecimento moldará  nele um tipo de filosofia que será determinante nas suas escolhas  . 

Aquele que melhor compreende o mundo tem melhores condições de tomar atitudes perante a vida, pois ela a todo momento estará cobrando escolhas que são determinantes e têm consequências durante a existência .

 

Qual o sentido da vida ?

Em diversos momentos de nossa vida temos que tomar decisões difíceis . Neste conhecido dilema vemos que normalmente estas decisões são tomadas em cima de critérios pré  definidos que incorporamos durante a nossa  vida  .

Veja o vídeo e dê sua opinião

 Clique aqui 


 

 


P


Nossas Origens 
 

 

“Penso logo existo.” Como pode o homem moderno dar um salto na sua existência, criando uma consciência ?

Clique aqui

Exercícios de Fixação

Aprenda jogando Quiz

Clique aqui

 
 
 
 
 
Avatar e a conexão com a natureza 
 
Para que obtivessem êxito nas coletas ou mesmo nas caçadas os homens primitivos faziam homenagem aos deuses que protegiam os animais, as plantas, as montanhas,etc . Para o homem primitivo o mundo real teria um caráter fluido , isto é : tudo estaria entrelaçado ( um animal poderia falar, uma montanha se mover, um homem se transformar em uma árvore ou em um animal, etc . Também o mundo real  teria um cárter  permeável, isto é : não existiria fronteiras entre o mundo dos
Nas comunidades existiam homens que conheciam os segredos dos diversos mundos ( xamãs) e que se comunicavam com os deuses
 

é o termo que denomina as representações artísticas pré-históricas realizadas em paredes, tetos e outras superfícies de cavernas e abrigos rochosos, ou mesmo sobre superfícies rochosas ao ar livre. 

A arte rupestre divide-se em dois tipos: a pintura rupestre, composições realizadas com pigmentos, e a gravura rupestre, imagens gravadas em incisões na própria rocha . 

Pensa-se  que  estas figuras possam ilustrar cenas de caça, ritual, cotidiano, tendo um  caráter mágico, e expressar, como uma espécie de linguagem visual, conceitos, símbolos, valores e crenças. 

Por tudo isso, muitos estudiosos atribuem à arte pré-histórica funções e características comparáveis às da arte como hoje é largamente entendida.

 

Devido à falta de compreensão sobre o verdadeiro caráter da realidade os homens passaram a entendê-la através da intermediação de um fetiche , isto é : atribuindo a seres inanimados poderes de controle da natureza , sobrenaturais, atribuindo a eles o poder  de uma divindade a ser  adorada  . 
 
Estes seres inanimados ( santos, medalhas, gravuras nas pedras, imagens de madeiras e argila,  totens, etc ) passaram então a adquirir vida própria , sendo cultuados, adorados e festejados, recebendo oferendas, sacrifícios e outras formas de adoração .
 
O dinheiro na atualidade tem o papel de um fetiche para  os homens contemporâneos

 


A explicação  das origens de um determinado grupo social através de uma narrativa  mitológica é uma características das comunidades primitivas . Isto  ocorre na medida em que está comunidade têm  pouco conhecimento científico e se apoiam   histórias com bases tradicionais , geralmente de caráter oral 

Lendas são histórias , geralmente de caráter oral, desenvolvidas por gerações de indivíduos de um determinado grupo social . 
 
De caráter fantástico e/ou fictício, as lendas combinam fatos reais e históricos com fatos irreais que são meramente produto da imaginação aventuresca humana. Uma lenda pode ser também verdadeira, o que é muito importante. 
 
As lendas são importantes para um povo pois passa uma identidade para grupo que o formou e  o mantém no imaginário do povo
O mito de Sisifo  – o enganador 
A Iliada e a Odisseia de Homero 

A tragédia de Édipo Rei 

 O Mito de Narciso e Eco 

As 3 feridas do Narcisismo 

 

 

Politeísmo (do grego: polis, muitos, Théos, deus: muitos deuses) no crivo bíblico consiste na crença e subsequente adoração a mais do que uma divindade de gênero masculino, feminino ou indefinido, sendo que cada uma é considerada uma entidade individual e independente com uma personalidade e vontade próprias, governando sobre diversas atividades, áreas, objetos, instituições, elementos naturais e mesmo relações humanas. 

 

Ainda em relação às suas esferas de influência, temos que notar que nem sempre estas se encontram claramente diferenciadas, podendo naturalmente haver uma sobreposição de funções de várias divindades.

O reconhecimento da existência de múltiplos deuses e deusas, no entanto, não equivale necessariamente à adoração de todas as divindades de um ou mais panteões, pois o crente tanto pode adorá-las no seu conjunto, como pode concentrar-se apenas num grupo específico de deidades, determinado por diversas condicionantes como a ocupação do crente, os seus gostos, a experiência pessoal, tradição familiar, etc.

São exemplos de religiões politeístas as da antiga Grécia, Roma, Egito, Escandinávia, Ibéria, Ilhas Britânicas e regiões eslavas, assim como as suas reconstruções modernas como a Wicca, Xamanismo , Druidismo, Dodecateísmo e ainda o Xintoísmo. O umbandismo no Brasil se enquadra em um tipo de religião politeísta 

A história das cidades, em geral, remete a períodos da Antiguidade, sendo que as primeiras cidades teriam surgido entre quinze a cinco mil anos, dependendo das diversas interpretações sobre o que delimita exatamente um antigo assentamento permanente e uma cidade. 

As primeiras verdadeiras cidades são por vezes consideradas grandes assentamentos permanentes nos quais os seus habitantes não são mais simplesmente fazendeiros da área que cerca o assentamento, mas passaram a trabalhar em ocupações mais especializadas na cidade, onde o comércio, o estoque da produção agrícola e o poder foram centralizados.

Sociedades que vivem em cidades são frequentemente chamadas de civilizações. O ramo da história direcionada ao estudo da natureza histórica das cidades e do processo de urbanização é a história urbana.

Presume-se que a primeira cidade humana foi Jerico na Palestina, cuja origem evidência para 9.000 a. C. Estava situada às margens do rio Jordão, a 8 km do Mar Morto e aproximadamente 27 km de Jerusalém. As suas ruínas estão a meio km da Jericó atual. 


 


 
Clique  e conheça 
 Trabalho de Grupos para o 2 Bimestre  

  

bimestre III 

A Teoria Evolucionista 


  • Evolucionismo é uma teoria elaborada e desenvolvida por diversos cientistas para explicar as alterações sofridas pelas diversas espécies de seres vivos ao longo do tempo, em sua relação com o meio ambiente onde elas habitam. O principal cientista ligado ao evolucionismo foi o inglês Charles Robert Darwin (1809-1882), que publicou, em 1859, a obra

      ” A Origem das Espécies” 

  •  

A Teoria Criacionista 


Esta teoria nos lembra da ancestral polêmica gerada pela discussão entre Ciência, Filosofia e Religião, sobre as origens do Universo e da própria Humanidade. Ela procura dar sua versão sobre esta questão, do ponto de vista religioso. Assim, ela sustenta que todos os seres vivos existentes foram criados por um ou mais entes inteligentes. Esta é a hipótese de maior recepção em todo o planeta, elaborada em oposição à teoria evolucionista, fruto de pesquisas científicas. Veja aqui como o cinema em algumas obras retratou a evolução humana dentro da ótica criacionista 

O homo sapiens

  • Durante muitos anos acreditou- se que o homo sapiens ( homem moderno ) foi a única espécie do gênero homo que viveu na terra. Hoje sabemos que isto não é verdade . As recentes descobertas científicas comprovam que vivemos durante milhares de anos ao lado de outras espécies de homos que desapareceram da face da terra . Resta então a pergunta : por que isto aconteceu ? Por que só restou no planeta a nossa espécie ?

Outros tipos de homos


O homo de neandertal 

Classifica -se como homem de neandertal os espécimes do gênero homo que existiu ha aproximadamente 300 a 20 mil anos atrás, durante a era do Plestoceno na atua Europa e Ásia .Hoje está especie de homo está extinta .

O homo erectus

Homo Erectus é uma espécie de hominídeo extinta. Surgiu no continente africano a cerca de 1,6 milhão de anos atrás. Os Homo erectus se espalharam pela Ásia oriental. De acordo com vestígios arqueológicos, estes hominídeos viveram até, aproximadamente, 300 mil anos atrás. Portanto, viveram no período do Paleolítico Inferior.

Homo soloensis

 Homo erectus soloensis é uma subespecie da espécie extinta Homo erectus. O único exemplar conhecido deste anômalo hominídeo foi retirado do sítio arqueológico das margens do Rio Bengawan Solo, no leste da ilha de Java (Indonésia). Os restos fósseis são comummente chamados de Ngandong,em referência ao vilarejo próximo ao local onde foram primeiramente achados.


 
  • 1. Teoria da revolução cognittiva – a espécie homo sapiens teve uma maior capacidade cognitiva em relação às outras espécies e por isto conseguiu desenvolver estratégias conjuntas de sobrevivência .O fato de melhor se comunicarem e desenvolver um pensamento abstrato ( contar histórias e acreditar em mitos ) foi  um fator preponderante na sobrevivência da espécie.

  • 2. Teoria do cruzamento – a espécie homo sapiens cruzou constantemente com as outras espécies de homos levando- os a extinção .

  • 3. Teoria da substituição – o homo sapiens cassou constantemente as outras espécies de homos eliminando- os pois eles competiam por comidas nas mesmas regiões .

O que é ser um humano 

história

A Revolução Cognitiva 

O fato de melhor se comunicar e desenvolver um pensamento abstrato ( contar histórias e acreditar em mitos ) foi  um fator preponderante na sobrevivência da espécie humana permitindo a ela dominar as outras espécies .

A Revolução Agrícola 

Revolução Agrícola permitiu ao homo sapiens  viver de modo sedentário, através da vida em cidades,  criando sistemas políticos onde aparece a propriedade privada, a escravidão , as religiões monoteístas,  o comércio através do dinheiro, e também a filosofia racional,  a politica e a economia

As Revoluções  Técnico Científicas 

Foram revoluções que permitiram o controle da natureza pelo homo sapiens desenvolvendo um aparato técnico que o levaram a poder sair do planeta e conquistar o espaço cósmico. Na atualidade a humanidade após ter desenvolvido a 3a. Revolução Técnico Científica vive o que se convenciponou chamar-se de 4a. Revolução Técnico Científica onde a robótica se funde com neurociência através da convergência de tecnologias digitais,físicas e biológicas .

Clique aqui e saiba mais 

 
 

A antropologia fisica estuda o homem na sua dimensão corpórea diferenciando-o do animal , a antropologia  cultural estuda o homem na sua cultura, nos seus hábitos  e costumes  . 

Já a antropologia filosófica estuda o  homem   em sua maior essência, no seu pensamento, nas suas atitudes perante a natureza . 

A antropologia filosófica, bem como a ciência, se preocupa com o ser humano, embora a abordagem ocorra de forma distinta. 

Portanto, a antropologia filosófica  é a parte da filosofia que se ocupa com a posição do homem no cosmos. 
 
Ao longo da história da filosofia várias foram as concepções sobre a visão do homem, tais como: 

O conceito de primeira e segunda natureza em  Platão

  • Plantão ( 428 a.c / 347 s.c )  filósofo grego que foi discípulo de Sócrates e mestre de Aristoteles acreditava que existiam  dois  mundos para o ser humano : o mundo sensível que era percebido pelos sentidos e o mundo real que poderia ser  compreendido pela razão .

  • Existiria então uma primeira natureza , a natureza biológica  comum a todos os seres vivos e uma outra natureza que existiria através da cultura  humana 

  • O homem Pré histórico, assim como os demais animais, estava preso a primeira natureza, e só na medida em que foi tendo experiências de vida e formando uma cultura pode se aproximar da segunda natureza a que Platão se refere  .

  • A visão  de Aristóteles 
  • o homem é um animal político por natureza 
  • A visão de Sócrates 
  • conheça-te a ti a mesmo 
  •  Na Idade Média, relação entre alma e corpo, submissão da razão à fé, visão fortemente marcada pelo teocentrismo, Deus como o centro do universo
     
  • Na Idade Moderna, Descartes opôs corpo e alma no ser humano. 

  •  
  • Marx destacou o homem econômico; Freud, destacau  o homem instintivo e Kierkergard, o homem angustiado. 
  •  
  •  

  • Por que podemos dizer que o ser humano é um ser singular? O que o ser humano possui que o difere dos outros seres vivos existentes?
  •  
  • O homem deve ser compreendido em suas várias dimensões: racionalidade, condição psicológica, técnico-produtiva e espiritual. O ser humano pode ser considerado um agente transformador e não se submete inteiramente às forças da natureza, pois ele é capaz de superar os limites impostos por ela.

  • O ser humano é uma pessoa que desenvolve a consciência de si mesma com base na integração entre o plano individual e o sociocultural, nas diferentes relações com a natureza, com os semelhantes, com o transcendente e consigo mesma. Graças à sua racionalidade, o homem se conhece distinto do mundo.

  • O processo de humanização, realizado com base no conhecimento, na linguagem e na ação, produz certo conhecimento que se situa nas condições materiais de produção da vida e dos valores, como também no sentido que se atribui à existência. 
     
     
  • Platão adotava na sua obra “República” uma postura idealista, mais inclinada para o imaginário, utópico, servindo de inspiração para os revolucionários embora seu pensamento e o de Socrates continham um viés autoritário pois 
  •  
  • Aristóteles tratou  na sua obra “Politica ” dos sistemas políticos existentes na sua época. Ele foi o inspirador dos pensadores políticos mais inclinados a ciência e ao realismo. Para Aristóteles, o objetivo da política é a busca da felicidade humana.
  •  
  • Para os gregos, pólis é a cidade e é entendida como a comunidade organizada formada pelos cidadãos, isto é, pelos homens nascidos no solo da cidade, livres e iguais portadores de dois direitos inquestionáveis, a isonomia (igualdade perante a lei)
  •  
  • Poderemos  dizer que em grande parte o pensamento grego serviu como base para algumas concepções cristãs como é o caso da ética
  •  

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s